Sam Shepard

0

Sam Shepard (Imagem: Creative Commons)

Sam Shepard é um dos mais conhecidos e admirados dramaturgos americanos. Ele escreveu mais de 40 peças em seus 50 anos de carreira, além de roteiros, contos, ensaios e memórias. Também foi ator e diretor de filmes. Venceu o Prêmio Pulitzer em 1979 com a peça “Buried Child”. Ele era membro da Academia de Artes e Letras dos EUA, recebeu o prêmio PEN/ Laura Pels e está no Hall da Fama do Teatro Americano.

Seu livro mais famoso, “Crônicas Americanas”, de grande teor autobiográfico, evoca o mundo em que viveu na adolescência, quando trabalhou na fazenda e conviveu com o pai alcoólatra. Os temas sombrios e a preocupação com o oeste americano são recorrentes em seus textos. Sua linguagem original, inventiva e cheia de simbolismos, discorre sobre as famílias e o fim do sonho americano.

“Crônicas Americanas” tocou gerações de leitores. A mesma temática está em “Paris, Texas”, um filme realizado por Win Wenders com argumento de Shepard, que ganhou a Palma de Ouro do Festival de Cannes, em 1984.

Samuel Shepard Rogers III nasceu a cinco de novembro de 1943, em Fort Sheridan, no Illinois.

Era filho de uma professora e de um professor e fazendeiro que serviu na Força Aérea durante a Segunda Guerra, como piloto de bombardeiro. Na infância, morou em várias bases militares em função da profissão do pai. Quando se estabeleceram em Duarte CA, Sam terminou o ensino médio. Ele já escrevia poesia e fazia teatro. Pretendia ser veterinário, mas, em 1962, quando uma trupe itinerante de teatro passou por sua cidade, ele a acompanhou e a seguiu por dois anos, até se estabelecer em Nova Iorque, onde se deixou seduzir pela revolução cultural e artística. Lá começou a escrever e atuar com um grupo de teatro alternativo.   No fim dos anos 60, passou a tocar bateria para uma banda de rock – Holy Modal Rounders – e se mudou para Londres em 1971.

Em 1974, voltou para os EUA e se estabeleceu em San Francisco.

Interpretou um dos astronautas no filme “Os Eleitos – Onde o futuro começa” (1983) e recebeu uma indicação ao Oscar de ator coadjuvante. Participou como ator em outros títulos como “O Homem da Máfia”, “Falcão Negro em Perigo”, “Amor Bandido”.

Manteve um relacionamento de 30 anos com a atriz Jessica Lange.

Teve três filhos.

Shepard morreu em 27 de julho de 2017, em sua casa em Kentucky, aos 73 anos, de complicações da esclerose lateral amiotrófica.

A editora Estação Liberdade vai lançar, ainda neste mês, o romance “Este aqui de dentro”, com tradução de Denise Bottmann do livro publicado nos EUA “ The One Inside” por Sam Shepard pouco antes de sua morte. Fala de um homem em um cenário desértico que vai sendo engolido pela memória.

Leia uma frase pinçada da matéria da folha que consta no link abaixo:

“Agora, sentado na ponta do colchão firme, fitando as meias grossas azuis, o vapor branco da respiração se desfazendo no escuro da manhã, ele sabe que tudo virou verdade. Fica um bom tempo sentado ali – reto. Uma garça-azul-grande esperando uma rã aflorar”.

Fontes:
http://www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/2017/09/1916528-la-fora-gemem-os-alamos-leia-trecho-de-romance-inedito-de-sam-shepard.shtml
http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2017/07/1905848-morre-sam-shepard-ator-e-dramaturgo-norte-americano.shtml
http://www.sam-shepard.com/aboutsam.html
https://millennium-thisiswhoweare.net/tiwwa/topic/26759-sam-shepard-is-dead-at-73/ http://www.imdb.com/name/nm0001731/bio?ref_=nm_ov_bio_sm

Patrícia Rati

 

Compartilhar.